PORTALEGRE NOTÍCIAS

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Divulgação de matéria sobre o Dia das Crianças realizado pelos CRAS I e II de Portalegre

Nenhum comentário :



Os Centros de Referência da Assistência Social – CRAS I e II através da SEMTHAS – Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social, com apoio da Prefeitura Municipal realizou Evento no Ginásio de Esporte do Bairro São José, pelo Dia da Criança.
O evento teve como propósito disponibilizar espaço de lazer e entretenimento as crianças atendidas pelos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos dos CRAS I e II, equipamentos da Política Municipal de Assistência Social, coordenados por Wigina Jardanny e Graça Freitas. 

Clamor: População de Riacho da Cruz chora morte da jovem Roseane Lopes

Nenhum comentário :

As cidades de Riacho da Cruz e Viçosa estão de luto devido à morte prematura da jovem Roseane Lopes, vitima de um acidente automobilístico acontecido na noite desta terça-feira (10), na BR 405 próximo a cidade de Apodi.

Amigos e familiares estão chocados com a tragédia que além de vitimar Roseane, deixou os irmãos Willy Rêgo e Jordânia Rêgo feridos.
O clamor toma conta das cidades, pois Roseane era natural de Viçosa, mas morava em Riacho da Cruz e era uma pessoa bastante afetiva.



Em Riacho da Cruz, todos lamentam e muitos choram a morte da jovem, ela era muito querida entre os munícipes.
 
O Mural de Riacho da Cruz

Henrique considerou afastamento de Rosalba medida extremamente ruim para o RN

Nenhum comentário :
O presidente da Câmara dos Deputados e do Diretório Regional do PMDB-RN, Henrique Eduardo Alves, telefonou para a governadora Rosalba Ciarlini, na noite desta terça-feira (10), com quem conversou sobre a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) de afastá-la do cargo.
Henrique Alves disse que respeita a decisão judicial, mas considerou a medida extrema ruim para o Rio Grande do Norte. “Reconheço e respeito a decisão da justiça, mas nesse momento difícil que o estado enfrenta, considero que o resultado final da medida não foi bom para o Rio Grande do Norte sobretudo nesta hora de crise” , afirmou.
 
Assessoria de Imprensa

Presidência da Câmara dos Deputados

Robinson deve promover mudança radical no secretariado

Nenhum comentário :
 OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Sendo elevado à condição de governador do estado, Robinson Faria (PSD), deve promover uma mudança radical no secretariado. Apesar de dispor de apenas um ano no comando do Executivo estadual, não manteria os auxiliares de uma gestão da qual que se tornou adversário logo no início.
Esperemos para ver!

TRE afasta Rosalba do Governo e determina posse de Robinson Faria

Nenhum comentário :
rrosa
O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) decidiu, por cinco votos a um, pelo afastamento imediato da governadora Rosalba Ciarlini. Ela é acusada de abuso de poder político e econômico ao ter desembarcado 17 vezes em Mossoró durante a campanha eleitoral de 2012.
O relator, juiz federal Marco Bruno Miranda, votou pela inelegibilidade da governadora Rosalba. Mas a divergência foi aberta pelo juiz Nilson Cavalcanti, que defendeu o afastamento imediato. Ele foi seguido pelos outros juízes: Carlo Virgílio, Artur Cortez, Verlano Medeiros e o desembargador Virgílio Medeiros.
O afastamento deve acontecer assim que o acórdão for publicado no Diário da Justiça Eletrônico. Por maioria, a corte definiu pela posse do vice-governador Robinson Faria.

Tribuna do Norte

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Campanha de arrecadação de recursos ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Portalegre/RN.

Nenhum comentário :



O CMDCA – Conselho Municipal dos Diretos da Criança e do Adolescente de Portalegre inicia sua campanha de arrecadação de recursos com objetivo de buscar apoio financeiro para cofinanciamento das ações previstas na política municipal de atendimento a criança e ao adolescente.
Os contribuintes podem destinar recursos a partir do imposto de renda devido; as pessoas físicas podem destinar até 3% do imposto devido e as pessoas jurídicas podem destinar até 1% do seu imposto devido. Essa forma de destinação deve ser feita na declaração do imposto de renda pelo formulário completo.
Para as pessoas que são isentos do imposto de renda ou fazem a declaração pelo formulário simples ou para aquelas que têm imposto a restituir, podem fazer doações voluntárias. Para esta forma de doação, o doador pode apresentar comprovante de depósito e requerer junto ao secretário de assistência social, recibo de comprovação da destinação que poderá ser colocado como despesas na declaração do imposto de renda no ano seguinte.
É possível realizar doações voluntárias através do site da receita federal, onde automaticamente será emitido o recibo de doação, não havendo nesse caso, requerer documento da secretaria de assistência social.
Veja no link da receita federal, onde doar direito no site: www.receita.fazenda.gov.br
Todos os recursos que já foram destinados de 2009 a 2013 ao fundo municipal dos direitos da criança e do adolescente estão sendo aplicados nas ações da política municipal de atendimento à criança e ao adolescente, por exemplo a realização das campanhas contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes conhecida como campanha 18 de maio, e a implantação do programa de atendimento – AFAM programa de acolhimento familiar que atende crianças e adolescentes vítimas de violência familiar. Para saber mais sobre o trabalho do AFAM e as formas de doação ao fundo municipal dos direitos da criança e do adolescente veja o vídeo no link do youtube: www.youtube.com/amigodevalor2013

A morte de um dos criminosos mais temidos do nordeste brasileiro completa 10 anos amanhã

Nenhum comentário :

 

A história de Valdetário Carneiro, ganha as livrarias do estado na mesma data. A obra, “Valdetário Carneiro: A essência da bala”, é de autoria dos jornalistas Paulo Nascimento e Rafael Barbosa, publicada pela Editora Tribo.



A ideia de falar sobre a vida de um dos mais temidos criminosos que já protagonizaram a crônica policial do Rio Grande do Norte surgiu na universidade. Os autores ainda cursavam Jornalismo na UFRN quando se interessaram pelo tema. O projeto, a princípio, contaria os pormenores das brigas entre famílias que assombraram o Oeste potiguar. O nome dos Carneiro sempre surgia nos entreveros.


As pesquisas começaram e os repórteres perceberam que o personagem de Valdetário Carneiro se destacava no enredo. Entre entrevistas e viagens a Caraúbas, terra natal do protagonista, a proposta acabou se tornando o trabalho de conclusão de curso dos dois. E agora virou livro. “Nós ampliamos o material da monografia para transformá-la em livro-reportagem”, explica Paulo Nascimento.

Os jornalistas entrevistaram mais de 20 pessoas durante o processo de apuração das informações para a composição do material literário. “Isso entre as que se identificaram e as que preferiram se manter ocultas como condição para darem as declarações”, observa Rafael Barbosa. Esta foi a maior dificuldade da dupla no percurso da produção da biografia.

A figura de Valdetário ainda causa receio em boa parte das pessoas que conviveram de maneira próxima a ele. Portanto, obter determinadas informações a respeito do assaltante é difícil. “Mesmo as pessoas que falaram evitaram alguns assuntos”, conta Paulo Nascimento.

Os feitos criminosos espetaculosos deram a Valdetário Carneiro o estigma de mito. Enquanto estava vivo, se ouviam histórias do bando comandado por ele em todo o Nordeste. “Valdetário foi vestido de uma personalidade de onipresença. Por exemplo, enquanto ele assaltava um banco no interior do Piauí, alguém dizia que o viu em Olho D’água dos Borges, no Alto Oeste do RN”, esclarece Barbosa.


“Não queria ser o que fizeram de mim”

Para os autores, uma das maiores surpresas que o processo de apuração do livro trouxe foi a maneira pela qual Valdetário assumiu a vida de crime. Uma injustiça teria transformado o pacato mecânico em um criminoso perseguido pelas polícias de vários estados do Nordeste. Valdetário foi preso injustamente e cumpriu quase cinco anos de reclusão. “Há controvérsias acerca de sua culpa neste primeiro delito. Mas ele foi inocentado este ano pela Justiça”, lembrou Rafael Barbosa.

Essa fase da vida do protagonista é abordada pelos autores no segundo capítulo, intitulado “Eu não queria ser o que fizeram de mim”. A frase foi dita por Valdetário em uma das entrevistas às rádios difusoras do interior.
A fama de Valdetário ia além dos crimes que ele cometia. Apesar dos assaltos e homicídios comandados por ele, havia também quem o tivesse como herói. “Por escolher como alvo os bancos e defender os pequenos produtores sertanejos, ganhou o apreço de muita gente”, adiantou Paulo Nascimento.

É por conta dessa empatia que a morte do assaltante comoveu a milhares de pessoas. Uma multidão em Caraúbas acompanhou o seu velório. Ao mesmo tempo, era uma preocupação a menos para os órgãos de Segurança Pública do Estado.

A forma como ele foi morto também se deu em um episódio com distintas versões. No dia 10 de dezembro de 2003, com a casa cercada por policiais, Valdetário foi atingido por disparos de arma de fogo, que o levaram à morte. “Cada uma das testemunhas narra de forma diferente os fatos. Mas isso nós só contamos no livro”, brinca Rafael Barbosa.


A saga Benevides Carneiro já foi tema de livro

O primeiro livro que abordou as disputas envolvendo a família Carneiro foi escrito José Viana Ramalho, “Dudé”. Impresso a primeira vez em —-, teve reimpressão em ——. “A Saga Benevides Carneiro” conta de forma cronológica o surgimento do clã no Rio Grande do Norte e a história dos familiares mais conhecidos.

O envolvimento em crimes por parte de alguns membros da família também é abordado. Valdetário é citado na obra, mas de forma breve, bem como seus parentes. A Saga Benevides Carneiro é uma espécie de árvore genealógica em forma de livro, que entrelaça seus personagens.

Dudé Viana é membro da família, e traz um olhar de quem viveu as histórias de perto. Conhecidos por assaltos e crimes atrozes, os Carneiro são desmistificados no livro do primo Dudé, que buscou contrapor a fama sanguinolenta da família com os casos de parentes bem sucedidos e que vivem longe da vida criminosa.
Da Tribuna do Norte